ONU anuncia operação de distribuição alimentar na Coreia do Norte

5 julho 2011

Programa de US$ 200 milhões deve assistir mais de 3,5 milhões de pessoas vulneráveis; autoridades incapacitadas devido a inverno rigoroso, perda de safras e falta de fundos.

[caption id="attachment_200354" align="alignleft" width="350" caption="O programa de emergência do PMA é avaliado em US$ 200 milhões"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

O Programa Mundial da Alimentação, PMA, anunciou, esta terça-feira, o lançamento de uma operação de distribuição alimentar na Coreia do Norte. A medida visa prestar assistência a cerca de 3,5 milhões de pessoas vulneráveis, incluindo crianças, mães e pessoas idosas.

Em conferência de imprensa, em Genebra, a porta-voz da agência, Emilia Casella, disse que , em Março, o PMA integrou uma equipa de avaliação que concluiu haver necessidade de suplementar a produção local.

Incapacidade das Autoridades

De acordo com a porta-voz, o inverno rigoroso aliado à perda de safras e falta de recursos financeiros ditaram a incapacidade das autoridades em distribuírem alimentos provenientes do estrangeiro. Segundo apontou,  a  situação deixou os pais em situação vulnerável.

O programa de emergência do PMA é avaliado em US$ 200 milhões e deve beneficiar crianças, mães e idosos nas áreas mais inseguras.

Crianças Carenciadas

A agência aponta que cerca de um terço das crianças do país estavam carenciadas enquanto aproximadamente quarto de todas as mulheres grávidas e mães que amamentam estavam malnutridas.

Entretanto, o Unicef disse que esforços de emergência estão a ser levados a cabo para evitar que a situação de malnutrição crónica, identificada na avaliação de Março, seja transformada numa situação de malnutrição aguda.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud