ONU quer nova revolução industrial para evitar ‘catástrofe planetária’
BR

5 julho 2011

Segundo relatório, divulgado nesta terça-feira, serão necessários quase US$ 2 trilhões anuais até 2040 para investir em tecnologia verde e reverter possível quebra de sustentabilidade por atividades humanas.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Um relatório das Nações Unidas sugere que a população mundial estaria perto de quebrar a sustentabilidade da Terra.

Segundo o documento, divulgado nesta terça-feira em Genebra, é preciso uma nova revolução industrial para evitar “uma grande catástrofe planetária”.

Países em Desenvolvimento

O relatório “O Mundo Econômico e a Pesquisa Social 2011: A Grande Transformação Tecnológica Verde” foi compilado pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, Desa.

Pela pesquisa, será necessário US$ 1,9 trilhão, equivalentes a mais de R$ 3 trilhões anuais, até 2040 para investimentos em tecnologias limpas. Cerca de 60% deste montante terão de ser empregados nos países em desenvolvimento nas áreas de alimentação e energia.

De acordo com a pesquisa, a continuação do uso das tecnologias tradicionais deixará o planeta inabitável. Ao lançar o documento, o subsecretário-geral do Desa, Sha Zukang, disse que a população mundial deverá crescer em mais 2 bilhões de indivíduos até 2050.

Computadores

Para distribuir comida a todos, será necessário aumentar a produção de alimentos em pelo menos 70% do total dos níveis atuais.

Zukang afirmou que as mudanças incluem a produção de automóveis, computadores, aquecedores e outros itens de forma mais eficiente e sob energia limpa.

Para ele, o mundo tem, provavelmente de três a quatro décadas somente, para implementar as transformações.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud