Ban elogia votação na Tailândia que elegeu primeira mulher para o governo
BR

5 julho 2011

Secretário-Geral disse que pleito foi realizado ‘de forma ordeira’; Yingluck Shinawatra, 44 anos, é irmã do ex-premiê deposto por um golpe militar em 2006, Thaksin Shinawatra.

[caption id="attachment_200264" align="alignleft" width="350" caption="Yingluck Shinawatra "]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou as eleições parlamentares na Tailândia e disse esperar que o pleito ajude a consolidar a democracia, a reconciliação e a estabilidade do país.

A votação foi vencida por Yingluck Shinawatra, do partido “Para Tailandeses.” A executiva, 44 anos, será a primeira mulher a governar a nação do sudeste da Ásia.

Liderança

A nova líder tailandesa é irmã do ex-premiê Thaksin Shinawatra, deposto por um golpe militar em 2006. O partido dela obteve 265 cadeiras no Parlamento, 105 a mais que o governista Partido Democrata.

Após a derrota, o ex-premiê, Abhisit Vejjajiva, renunciou à chefia do bloco.

Em nota, Ban Ki-moon lembrou a promessa de todas as forças políticas em respeitar a vontade do povo tailandês, como expresso no processo democrático.

Chance

Segundo a mídia tailandesa, a nova primeira-ministra afirmou que pretender formar um governo de coalizão com quatro partidos pequenos.

Em entrevista, Yingluck Shinawatra disse que espera que os tailandeses deem a ela uma chance de provar sua capacidade.

Sem experiência política, ela foi criticada por adversários.

O ministro da Defesa disse que o Exército irá aceitar o resultado das eleições. Os números finais devem ser divulgados nesta terça-feira.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud