Acordo Ortográfico fortalece relações entre países lusófonos, diz Illp
BR

30 junho 2011

Chefe do Instituto Internacional de Língua Portuguesa afirma que duas grafias do mesmo idioma impediram, por vários anos, o avanço para difusão do português no mundo.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O novo diretor-executivo do Instituto Internacional de Língua Portuguesa, Iilp, o professor Gilvan Mueller de Oliveira, disse que o avanço do idioma foi impedido pela presença de duas grafias: uma brasileira e outra portuguesa por anos e anos.

Nesta entrevista à Rádio ONU, de Florianópolis, Gilvan Mueller afirma que a implementação do Acordo Ortográfico, em todos os países lusófonos, ajudará a fortalecer os laços de cooperação das nações que falam o português das Américas à Ásia.

Universidade Eduardo Mondlane

“Só temos a ganhar se nós conseguirmos superar esta ideia antiga da língua portuguesa em dois países ou em duas frentes: Portugal e Brasil, e pudermos integrar outros países fortemente. Fiquei sabendo, por exemplo, que as Ilhas Maurícias, que tentam se aproximar da Cplp (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) também, mandaram 20 estudantes para o curso de Letras para a Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, para terem quadros formados em português para iniciarem o ensino desta língua naquele contexto. Isso mostra como cada país pode ter um papel fundamental na sua respectiva região”, afirmou.

Considerado um dos maiores especialistas em política da língua no Brasil, Gilvan Mueller de Oliveira assumiu a chefia do Iilp em outubro de 2010. O cargo tem ocupação rotativa entre os oito países da Cplp.

Localizado na Cidade da Praia, em Cabo Verde, o Iilp é o braço linguístico dos países lusófonos e tem como objetivo coordenar com todos eles a promoção do idioma no mundo.

Em agosto, o chefe do Iilp deve participar de um fórum na Sibéria que irá debater as preparações para a próxima Conferência sobre Multilinguismo da Unesco.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud