CPLP prepara adesão da Guiné-Equatorial como membro pleno do bloco
BR

28 junho 2011

País do centro-oeste africano já adotou o português como língua oficial, ao lado do espanhol; idioma de Camões já deve ser ensinado nas escolas guineu-equatorianas a partir de agosto.

[caption id="attachment_199506" align="alignleft" width="350" caption="Guiné-Equatorial vai ensinar português nas escolas"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, está se preparando para receber, como nono membro do grupo, a Guiné-Equatorial.

O país, do centro-oeste da África e de fala espanhola, já adotou o português como língua oficial, como uma das condições para pertencer ao bloco lusófono.

Elementos Fundamentais

O pedido de pertença à Cplp foi aceito por todos os países do grupo em julho do ano passado. O processo de adesão foi então aberto, como explicou à Rádio ONU, de Lisboa, o secretário-executivo da Cplp, Domingos Simões Pereira.

“Este processo de adesão consiste em dois, três elementos fundamentais. Por um lado, nós temos os estatutos que a Guiné-Equatorial já está cumprindo com a aprovação da língua portuguesa, como língua oficial. Mas também há princípios que tem a ver com o exercício democrático no país, com uma maior abertura, com os direitos humanos. Há todo um conjunto de princípios no país que nós achamos que têm que ser respeitados”, afirmou.

Ainda de acordo com a Cplp, Angola, o país que no momento ocupa a presidência rotativa do bloco, está prestando assistência técnica e logística para implementar o ensino do português nas escolas guineu-equatorianas.

A previsão é  de que o idioma já comece a ser ensinado em agosto na Guiné-Equatorial.

A assessoria de imprensa da Cplp informou que outros países como Ucrânia e as Ilhas Maurício já demonstraram interesse em se associar ao bloco de língua portuguesa.

A Austrália também anunciou que seu embaixador em Lisboa passará a acompanhar os trabalhos da Cplp, na capital portuguesa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud