Virada da economia brasileira surpreendeu especialistas, diz diretor do FMI
BR

21 junho 2011

Economista do órgão, que falou à Rádio ONU em sua capacidade pessoal, disse que o Brasil saldou todas as suas pendências com o Fundo, nos últimos anos, passando de devedor a credor.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Um dos diretores-executivos do Fundo Monetário Internacional, FMI, Paulo Nogueira Batista Júnior, disse que a recuperação da economia brasileira foi uma surpresa positiva para especialistas do órgão internacional.

Numa entrevista à Rádio ONU sobre o processo de seleção para a chefia do Fundo, Paulo Nogueira falou sobre a estabilização econômica do Brasil e a mudança repentina do status do país no FMI.

Nenhuma Pendência

“Eu mesmo não esperava isso. Quando fui eleito para compor a diretoria do Fundo, em 2007, eu não podia imaginar que poucos anos depois, o Brasil se tornaria credor do Fundo Monetário. Nós, que somos devedores natos e até hereditários, como eu costumo dizer, não estamos acostumados. Então o mundo está mudando muito. A relação do Brasil com o FMI hoje é uma relação em que o Brasil é um dos credores do organismo. Enquanto, historicamente o Brasil era, não muito tempo atrás, há menos de 10 anos, um dos principais devedores do Fundo”, lembrou.

O economista disse ainda que hoje não existe nenhuma pendência do Brasil com o órgão internacional e que tudo foi pago. Ele afirmou que agora  como credor, o país também está em dia com suas obrigações financeiras.

Alerta

Mesmo com o bom desempenho, na última sexta-feira, um novo relatório do órgão revisou para baixo o crescimento da economia brasileira em 2011. De 4,5% o país deverá crescer agora 4,1%, um pouco menos da média mundial que será de 4,3%.

O FMI também alertou o Brasil e outros países emergentes para o perigo do superaquecimento da economia.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud