Chade assina acordo contra uso de crianças-soldado

16 junho 2011

ONU recomenda investimento na educação e formação vocacional de antigas crianças-soldado para estabilidade do país africano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A representante do Secretário-Geral para Crianças em Conflitos Armados, Radhika Coomaraswamy, manifestou satisfação pela assinatura de um acordo entre o governo chadiano e a ONU, para o fim do recrutamento de crianças-soldado. O pacto foi assinado, esta semana, na capital Ndjamena.

Em comunicado, a representante refere tratar-se de plano de acção baseado em acções concretas que, “ao serem levadas a cabo, podem resultar na retirada do país da lista de Estados que recrutam e usam crianças-soldado.”

Instalações Militares

Ao abrigo do acordo, as Nações Unidas devem monitorizar o cumprimento do plano nas instalações militares chadianas.

Coomaraswamy  elogiou o governo chadiano pela assinatura do  acordo, tendo lançado um apelo com vista ao empenho das autoridades na sua implementação.

Num encontro com o presidente Idriss Deby, a representante assinalou “melhorias da situação em relação a 2008.”  Ela recomendou um maior investimento na educação, incluindo na formação vocacional das antigas crianças-soldado, como chave para a estabilidade do país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud