ONU retira pessoal não essencial do Kordofan do Sul

13 junho 2011

Estado sudanês, que faz fronteira com o Sul do Sudão, é palco de violentos confrontos entre Forças Armadas Sudanesas e membros do Exército Popular para a Libertação do Sudão.

[caption id="attachment_197772" align="alignleft" width="350" caption="Exército Popular para a Libertação do Sudão."]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas anunciaram, esta segunda-feira, a evacuação de pessoal não-essencial do estado sudanês de Kordofan do Sul, situado na fronteira com o sul do Sudão.

Confrontos violentos entre as Forças Armadas do Sudão e membros do Exército Popular para a Libertação do Sudão, Spla, têm ocorrido no centro e arredores de Kadugli, a capital do estado. A área fica perto de Abyei, a província central do Sudão, que é rica em petróleo.

Presença Militar

Um referendo para decidir se Abyei pertencerá ao norte ou ao sul do Sudão, que se torna independente em 9 de julho, ainda não foi realizado.

Nas últimas semanas, o governo sudanês reforçou a sua presença militar na região. De acordo com a ONU, a situação de insegurança já fez dezenas de milhares de desalojados.

Hua Jiang, porta-voz da Missão das Nações Unidas no Sudão, disse à Rádio ONU, de Cartum, que a evacuação ocorre quando tropas da ONU estão no limite das suas capacidades. Ela apontou que a presença das tropas da organização é insuficiente para garantir a segurança dos civis.

Contingente de Capacetes Azuis

Jiang contou à Rádio ONU que nesta segunda-feira, um comboio transportando cerca de 31 trabalhadores conseguiu chegar a uma região situada fora do estado de Kordofan do Sul. Segundo acrescentou,  o contingente de capacetes azuis foi reforçado com mais uma companhia de tropas do Bangladesh antes estacionada no sul do Sudão.”

Segundo a porta-voz, dois comboios de veículos transportando pessoal não essencial foram forçados a recuar nos últimos dois dias, após terem sido interpelados por soldados do norte.

Conversações

De acordo com agências de notícias, o presidente sudanês, Omar al-Bashir, reuniu-se, esta segunda-feira, na Etiópia, com o seu homólogo do sul, Salava Kiir, no início de conversações para resolver a disputa fronteiriça. O encontro é mediado pelo antigo presidente sul-africano, Thabo Mbeki.

A porta-voz das Unmis disse ainda que as forças do norte não deixam que funcionários sudaneses da ONU deixem o Kordofan do Sul, onde estão estacionados aproximadamente 380 trabalhadores.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud