Unodc e Itália abordam tráfico de migrantes no Norte de África

8 junho 2011

Mais de 952 mil pessoas já seguiram, a partir da Líbia, para os países vizinhos ou chegaram à Itália e Malta.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O tráfico de migrantes no sul da Europa, à luz dos recentes eventos no Norte de África, foi abordado num encontro entre representantes do Escritório da ONU sobre Drogas e Crime, Unodc, e as autoridades italianas.

Em vários países da sub-região africana ocorreram protestos populares em prol de maiores liberdades e reformas democráticas, que se alastraram até ao Médio Oriente.

Migrantes

De acordo com a ONU, mais de 952 mil pessoas seguiram da Líbia para os países vizinhos ou chegaram à Itália e Malta.

Numa visita recente ao país, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon fez alusão aos  ganhos da migração na Itália como país de destino para migrantes e suas famílias.

Tráfico

O director executivo do Unodc, Yuri Fedotov, realçou a acção das Nações Unidas na definição de respostas às mudanças em curso na sub-região e  com vista a assegurar a abordagem de questões ligadas à justiça criminal e reformas no sector da segurança.

Em Dezembro de 2000, o governo italiano  acolheu o Encontro de Alto Nível para a assinatura do Protocolo de Trento, tendo desde então doado US$ 110 milhões à agência.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud