Egito vai receber empréstimo de US$ 3 mil milhões do FMI

6 junho 2011

Anúncio foi feito neste domingo, vários meses após mudanças políticas promovidas com a saída do ex-presidente Hosni Mubarak.

[caption id="attachment_197111" align="alignleft" width="350" caption="Autoridades promoteram mais transparência"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova  Iorque.*

O Fundo Monetário Internacional, FMI, anunciou uma linha de crédito de US$ 3 mil milhões para o Egipto. A concessão do empréstimo foi divulgada neste domingo, vários meses após a troca de regime no país com a saída do ex-presidente Hosni Mubarakl do cargo.

O montante será entregue ao governo interino do Egipto, que é liderado pelo Exército do país, e deve financiar o programa económico para o novo ano fiscal até 2012.

Medidas

Entre as medidas propostas estão uma série de reformas fiscais e criação de empregos.

O Conselho Director do FMI ainda terá que aprovar o acordo, assim como o governo egípcio, no próximo mês.

Abismo

Analistas dizem que um dos motivos dos protestos, de fevereiro no Egipto, que levaram à queda do governo foi o abismo crescente entre ricos e pobres no país, além da falta de democracia e participação popular.

Segundo o FMI, as autoridades egípcias prometeram mais transparência, e a criação de mais competitividade no sector de negócios.

*Apresentação: Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud