ONU condena morte de 70 pessoas na Síria em apenas uma semana
BR

3 junho 2011

Secretário-Geral da ONU diz em nota que quase mil pessoas já perderam a vida desde o início dos protestos por democracia no país árabe.

[caption id="attachment_197053" align="alignleft" width="350" caption="Ban Ki-moon"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que está alarmado com a escalada da violência na Síria. Desde a semana passada, pelo menos 70 pessoas foram mortas no país.

Em nota, Ban informou que cerca de mil pessoas já morreram desde março, quando começaram os protestos por democracia no país. Além disso, vários sírios ficaram feridos e muitos foram presos nos confrontos com as forças de segurança do governo.

Direitos Humanos

Ban disse que está chocado com a continuação de uma série de violações de direitos humanos incluindo “informações sobre mortes de crianças submetidas à tortura, ou vítimas de tiros e bombardeios.”

Nesta sexta-feira, a representante do Secretário-Geral sobre a Violência a Crianças, Marta Santos Pais, disse à Rádio ONU, de Nova York, que a situação é preocupante.

“Temos continuado a receber notícias muito preocupantes de crianças que têm sido mortas no contexto dessas manifestações. De crianças detidas, sem razão aparente, e que têm sido torturadas enquanto estão em situação de detenção. E temos, sobretudo, continuado a receber também relatórios de que se alojou um ambiente de medo e de repressão tão profundo que pessoas que têm sido feridas ou que necessitam de apoio do serviços de saúde e de protecção às crianças não se atrevem sequer a dar a conhecer essas necessidades”, frisou.

Diálogo Nacional

Ban Ki-moon comento o anúncio sobre anistia das autoridades sírias para um diálogo nacional.

O Secretário-Geral disse que a violência deve acabar imediatamente na Síria para criar um clima favorável a reformas abrangentes e às mudanças exigidas pelos sírios.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud