Ban elogia decisão da OEA de readmitir Honduras como membro
BR

2 junho 2011

Secretário-Geral da ONU disse que medida vai ajudar a ‘sarar as feridas’ e a promover a reconciliação no país centro-americano.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas elogiaram a decisão da Organização dos Estados Americanos, OEA, de readmitir Honduras como membro do grupo.

O país, da América Central, havia sido expulso da OEA, dois anos atrás, após um golpe militar que depôs o presidente Manuel Zelaya.

Embaixada do Brasil

A OEA anunciou a readmissão de Honduras, dias após Zelaya ter retornado ao país.

A deposição do presidente na época foi condenada pelo Secretário-Geral da ONU e vários altos funcionários da organização. O governo brasileiro também condenou o golpe, e abrigou o presidente Zelaya na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa.

Em nota, o chefe da ONU, Ban Ki-moon, disse esperar que a readmissão de Honduras e o relatório sobre Verdade e Reconciliação, que deverá ser divulgado em breve, ajudem a “sarar as feridas e a juntar todos os hondurenhos de novo”.

A Comissão de Verdade e Reconciliação, dirigida pelo vice-presidente da Guatemala, Eduardo Stein, foi estabelecida pelo presidente hondurenho, Porfirio Lono após as eleições de novembro de 2009.

O grupo investiga os acontecimentos que culminaram no golpe de Estado.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud