Unicef pede à Síria para apurar vídeo sobre morte de crianças em protestos
BR

31 maio 2011

Desde meados de março, relatos sobre menores feridos, detidos, desalojados e até assassinatos têm aumentado; Fundo pediu fim da ‘violência extrema’.

[caption id="attachment_196713" align="alignleft" width="350" caption="Refugiados na Síria"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, informou que está preocupado com o que chamou de “extrema violência” a crianças na Síria.

Os confrontos começaram com a repressão policial aos protestos pró-democracia, realizados no país árabe.

Vídeo

Segundo o Unicef, imagens de vídeo recentes mostram crianças sendo presas de forma arbitrária, sofrendo torturas e maus tratos. Alguns desses casos levaram à morte dos menores.

O Unicef pediu a investigação imediata dos crimes e punição dos responsáveis.

Desde meados de março, o número de crianças desalojadas, detidas, feridas e mortas tem aumentado na Síria.

O Fundo disse que todas as partes do conflito devem proteger os civis, especialmente crianças e mulheres, além das populações mais frágeis.

A agência da ONU lembrou que a Síria é membro da Convenção sobre os Direitos da Criança, e que tem por isso, obrigação de protegê-las.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud