6 milhões de pessoas podem morrer devido ao fumo, alerta OMS

31 maio 2011

Agência indica que estimativa inclui 600 mil fumantes passivos; até 2030, número poderá chegar a 8 milhões.

[caption id="attachment_196676" align="alignleft" width="350" caption="Dial Mundial Sem Tabaco"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As Nações Unidas comemoram, este 31 de Maio, o Dia Mundial Sem Tabaco. Em mensagem, o Secretário-Geral, Ban Ki-moon, lembrou que a data coincide com os preparativos do  Encontro de Alto Nível sobre Doenças Crónicas, a decorrer em Setembro na sede da ONU.

Ban afirmou que ao controlar o uso do tabaco, combatem-se também doenças como cancro e problemas no coração.

Mortes

Segundo a mensagem, o fumo matou cerca de 100 milhões de pessoas no século XX, e até 1 mil milhão podem morrer este século sem medidas eficientes.

A OMS informou que neste neste ano, 6 milhões de pessoas morrerão por causa do fumo e 10% deste total serão fumantes passivos.

Em entrevista à Rádio ONU, a consultora da Organização Pan-Americana da Saúde, Vera Luiza Costa e Silva, falou das acções de cada país com vista ao combate ao fumo.

África Lusófona

“Nos países lusófonos de África há alguns países que já ratificaram o Tratado e outros não, como é o caso de Moçambique. Esses países têm que avançar no sentido de diminuir o consumo e evitar que a indústria do tabaco faça campanhas de promoção para chegarem aos níveis de consumo das sociedades mais desenvolvidas. O que acontece hoje, especialmente nos países de África, é que apesar do consumo ser baixo está a haver uma mobilização muito grande no sentido de promover o consumo”, frisou.

Ao terminar a mensagem, Ban Ki-moon pediu a contribuição de todos para reduzir as mortes por doenças crónicas associadas ao fumo.

*Apresentação: Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud