ONU marca Dia Mundial das Forças de Paz
BR

27 maio 2011

Por ocasião do Dia das Tropas de Paz, Secretário-Geral pede  reforço da confiança na polícia e sistema judicial.

 

[caption id="attachment_196606" align="alignleft" width="350" caption="Tropa da ONU no Timor-Leste"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O respeito ao estado de direito é essencial para o sucesso das operações de manutenção de paz. A opinião é do Secretário-Geral da ONU.

Em mensagem sobre o Dia das Tropas de Paz, marcado neste 29 de maio, Ban pediu mais confiança na polícia e no sistema judicial. Em todo o mundo, a ONU conta com mais de 120 mil militares, policiais e civis.

Pessoal Civil

Ban agradeceu aos países que contribuem com tropas, forças policiais e com pessoal civil para as operações da organização.

Em entrevista à Rádio ONU, de Díli, capital do Timor-Leste, a brasileira Gilmara Oliveira, pela primeira vez numa Missão da ONU, contou o que significa o trabalho para ela.

“As pessoas não têm ideia do que vamos encontrar num país que não conhecemos, numa missão que não temos ideia do que seja. Que não tenham medo que a situação é geralmente contornada e a ONU providencia todo o suporte necessário para que fiquemos o máximo possível num ambiente parecido com a nossa casa”, assinalou.

Portugal

Já a portuguesa e conselheira civil, Tânia Pereira, também no Timor-Leste, disse que as tropas de paz são sua vocação.

“Passar o dia inteiro com homens que, por muito que se queira, têm uma maneira diferente de pensar que a nossa. Ao mesmo tempo, aprende-se muito porque temos uma relativa paz e estabilidade e segurança, o que não se pode dizer de uma missão de manutenção de paz como no Afeganistão ou no Iraque. Podemos mover-nos e passar um fim de semana a conhecer outras partes do país, é bastante fácil mover-nos e ser uma peacekeeper (soldado de paz) em Timor”, disse.

Mas o trabalho nas forças de paz não está livre de riscos. Desde janeiro de 2010, 173 boinas-azuis perderam suas vidas em desastres naturais, atos de violência, acidentes e doenças, em serviço.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York, *Reportagem: Joyce de Pina, de Díli.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud