ONU diz que situação em Abyei continua tensa
BR

25 maio 2011

Violência na província sudanesa já levou à fuga de mais de 40 mil pessoas; parte dos funcionários das Nações Unidas foi retirada após ataques nesta terça-feira; Unmis diz que área está deserta.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

A Missão das Nações Unidas do Sudão, Unmis, anunciou a transferência temporária de uma parte dos seus funcionários da região de Abyei, por causa da violência no local.

Segundo agências de notícias, mais de 40 mil pessoas deixaram suas casas por causa dos confrontos e da insegurança. No fim de semana, tropas do governo ocuparam Abyei.

A província, que fica exatamente entre o sul e o norte do Sudão, é rica em recursos minerais. Após um referendo em janeiro, a parte sul do país decidiu pela independência, que será oficializada em julho. Mas uma consulta para decidir o futuro de Abyei foi adiada.

Instalações

Na terça-feira, áreas próximas das instalações da Unmis foram alvos de ataques. A tripulação de quatro helicópteros que se preparavam para decolar ouviram tiros contra prédios perto da Missão.

Os aparelhos não estavam levando passageiros e não foram atingidos na ofensiva.

Em nota, antes do ataque, a alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Navi Pillay, pediu o fim imediata da violência.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud