No Dia de África, ONU saúda ritmo de crescimento económico

25 maio 2011

Ban Ki-moon ressalta desempenho de economias da África Subsaariana pela atracção de investimentos; lançado apelo para mais esforços para prevenir mortes de mulheres e crianças.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU saudou, esta quarta-feira, o ritmo de crescimento económico registado na última década no continente africano.

Em mensagem alusiva à comemoração do Dia de África, assinalado neste 25 de Abril, Ban Ki-moon frisou que várias economias da África Subsaariana apresentaram um crescimento mais rápido, constituindo um foco de atracção de investimentos.

Estabilização

Falando à Rádio ONU, em Nova Iorque, a propósito das comemorações do Dia de África, o embaixador da Guiné-Bissau junto da ONU, João Soares Gama, considerou importante que os progressos económicos alavanquem os avanços na estabilização dos países do continente.

“Não poderá haver desenvolvimento sem que haja a paz nos nossos países. Os governantes e todos os africanos deveriam reflectir seriamente no sentido de promoverem iniciativas tendentes à estabilização da paz em todos os nossos países. África continua a ser o domínio privilegiado da acção do Conselho de Segurança consagrando este órgão a grande maioria do seu tempo a tratar dos dossiers africanos”, apontou.

Mortalidade

A mensagem de Ban Ki-Moon destaca que a data foi planeada para coincidir com a sua visita ao continente, que tem o objectivo de mobilizar para a redução das taxas de mortalidade materno-infantil.

Ban visita a Etiópia como parte do périplo africano que o levou à Cote d’Ivoire e Nigéria. Na capital etíope, Adis Abeba, Ban participou no Fórum Índia-África.

Sucessos

O Secretário-Geral sublinhou a necessidade de se abordar o fraco progresso alcançado na área de saúde materno-infantil, que consta dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio. Ele apontou para a existência de políticas, práticas e tecnologias para que sejam logrados sucessos.

De acordo com o Secretário-Geral, a nova “Estratégia Global para Mulheres e Crianças” pode salvar milhões se integrar vários parceiros e fazer o aproveitamento de estratégias africanas de sucesso.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud