OIM evacua milhares de migrantes da Líbia

24 maio 2011

OIM anuncia evacuação de 726 migrantes de Misrata; vilarejo fronteiriço no Chade recebe mais 1,2 mil em camiões.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 700 pessoas foram evacuadas nesta segunda-feira da cidade Líbia de Misrata. A Organização Internacional para Migrações, OIM, indicou que o grupo incluiu 54 feridos devido aos conflitos na cidade em poder dos rebeldes, na sequência dos combates que opõem forças pró e anti-governamentais.

Em entrevista à Rádio ONU, de Lisboa, a representante da OIM em Portugal, Marta Bronzin, diz haver centenas de pessoas bloqueadas no porto em consequência da continuação dos confrontos em Misrata.

"Com certeza que os combates continuam e a situação é instável. Por isso, o barco tansporta uma equipa de médicos voluntários para dar assistência aos feridos a bordo. A equipa trouxe também um hospital de campo, equipamento médico e dois geradores", frisou.

No vilarejo fronteiriço chadiano de Zouarké, próximo do Níger, regista-se a chegada constante de migrantes que fogem dos confrontos na Líbia. Os grupos necessitam de água, alimentos e cuidados de saúde, indica a OIM.

Acesso à água

Uma equipa enviada pela agência para a região, apontou para desafios de acesso à água, quando milhares chegam ao vilarejo "composto por cerca de 20 habitações precárias e serviços limitados."

O grupo indicou que os cerca de 3,8 mil migrantes recentemente bloqueados, já teriam deixado Zouarké, com os seus próprios meios. A OIM indica que durante a presença dos funcionários no vilarejo chadiano, mais de 1,2 mil migrantes - incluindo mulheres e crianças - chegaram ao local transportadas por camiões.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud