Milhares regressam à Líbia para seguir rumo à Europa

17 maio 2011

Acnur diz que grupos de refugiados incluem somalis, etíopes e eritreus; mais de 14 mil chegaram de barco à Itália e Malta.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Milhares de pessoas retornaram nas últimas semanas à Líbia, a partir da Tunísia e do Egipto, para embarcar em navios com destino à Europa, disse esta terça-feira o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur.

Os grupos de refugiados incluem elementos das comunidades somali, etíope e eritreia. O fluxo de migrantes intensificou-se com o agravamento do conflito entre forças leais e opositoras do líder líbio, Muammar Kadafi.

Riscos

A agência disse que tem contactado elementos dos grupos para falar sobre os riscos envolvidos na travessia das fronteiras.

Em Março, o Acnur obteve informações sobre mortes ocorridas numa comunidade somali do campo de Shousa. As vítimas foram dois somalis que tentavam regressar a partir do Egipto.

Desembarque

De acordo com o Acnur, mais de 14 mil pessoas chegaram de barco à Itália e Malta a partir da Líbia. No último fim-de-semana, desembarcaram mais de 1,6 mil e segundo relatos de sobreviventes, mais de 1,2 mil desapareceram desde 25 de Março.

Estimativas do Acnur apontam para a necessidade de reassentamento nos próximos dias, de mais de 10 mil pessoas nas fronteiras com o Egipto, Tunísia e no Cairo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud