Países em desenvolvimento com maioria utilizadores de telemóveis

12 maio 2011

Em Istambul, Unesco promove debate sobre uso de Tecnologias de Informação e Comunicação e sua integração em novas estratégias de desenvolvimento.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O uso estratégico de Tecnologias de Informação de Comunicação, TICs, pode acelerar a aquisição de conhecimento e a oferta de serviços básicos para desenvolver comunidades, defende a organização da ONU para Educação, Ciência e Cultura, Unesco.

Um painel para discutir o assunto é organizado nesta quinta-feira, na 4ª Conferência da ONU sobre os Países Menos Avançados, a decorrer em Istambul na Turquia.

Potencial

De acordo com a Unesco, o objectivo é juntar fazedores de políticas e especialistas para uma análise das formas de uso das TICs para o desenvolvimento, reforçando o seu potencial com vista a integrá-las em novas estratégias de desenvolvimento.

A agência citou estimativas da União Internacional das Telecomunicações, que apontam que os países em desenvolvimento detém a maioria dos 5 mil milhões de utilizadores de telemóveis de todo o mundo.

Acesso à Informação

A intenção é garantir benefícios da sua utilização por indivíduos como agricultores, pescadores, micro empreendedores para o acesso à informação vital e estabelecer novos contactos.

O debate sobre os desafios e oportunidades oferecidas pelas Tecnologias de Informação e Comunicação envolve também o Grupo da ONU para a Sociedade de Informação, Ungis.

Ameaças

Apesar dos sucessos, a Unesco chama a atenção para o emergir de novas ameaças. Para a agência, as mudanças climáticas, desastres naturais e a recente crise económica global "minaram as tendências de investimento e esforços empreendidos pelos PMA, com vista ao alcance dos seus objectivos de desenvolvimento."

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud