OMI discute centro de supervisão internacional para navios em Lisboa (Português África)

11 maio 2011

Pontos da agenda da reunião do Comité de Segurança marítima incluem a pirataria e os ataques armados contra navios ao largo da costa da Somália.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Portugal pode acolher a sede de operações de troca de dados do Sistema de Identificação e Seguimento de Navios a Longa Distância, referiu a Organização Marítima Internacional, OMI.

A transferência das instalações dos Estados Unidos para a Agência Europeia de Segurança Marítima, sedeada na capital portuguesa Lisboa, é um dos temas a serem discutidos na reunião do Comité de Segurança Marítima.

Pirataria

O encontro, a decorrer em Londres de 11 a 20 de Maio, vai discutir igualmente a pirataria e os assaltos armados contra navios ao largo da costa da Somália e no Golfo de Aden.

Os participantes vão abordar o desenvolvimento de um guião para a operação de empresas de segurança privada em embarcações e propor directrizes para apoiar a recolha de provas após sequestros.

De acordo com a OMI, em todo o mundo foram reportados cerca de 480 ataques piratas em 2010, representando um aumento de 20% em relação a 2009. No mesmo período, dois tripulantes morreram, 30 foram feridos ou agredidos além de 1027 feitos reféns.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud