Conselho dos Direitos Humanos discute situação na Síria

28 abril 2011

Encontro é realizado a pedido dos Estados Unidos; segundo relatos da imprensa e de grupos de defesa dos direitos humanos, teriam morrido entre 350 e 400 manifestantes após os protestos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

O Conselho dos Direitos Humanos da ONU realiza uma sessão especial, nesta sexta-feira, em Genebra, para discutir a situação na Síria a pedido dos Estados Unidos.

O encontro segue-se à apresentação, nessa terça-feira, de um informe ao Conselho de Segurança pelo subsecretário-geral para os Assuntos Políticos, B. Lynn Pascoe. Ele citou "fontes fidedignas", dando conta de uma operação levada a cabo pelo exército sírio contra a cidade de Daraa, o centro dos protestos antigovernamentais.

Relatório

A apresentação do relatório ocorreu um dia depois do Secretário-Geral, Ban Ki-moon ter discutido o assunto no Conselho, tendo lançado um apelo para que haja uma investigação independente sobre as mortes.

Os 15 Estados-membros não chegaram a qualquer acordo sobre medidas para abordar a questão, prevista numa proposta avançada por Portugal, França, Reino Unido e Alemanha. O documento defende uma clara condenação internacional da violência na Síria e a investigação independente dos factos.

Mortes

De acordo com relatos da imprensa e de grupos de defesa dos direitos humanos, entre 350 e 400 manifestantes pacíficos teriam sido mortos pelas forças de segurança sírias desde o início dos protestos em Março, referiu Pascoe.

O informe aponta para ocorrência de disparos contra civis e mesquitas, impedimento da assistência aos feridos e detenções. Pascoe pediu ao Conselho de Segurança que autorize o acesso urgente à cidade no sul, com vista à prestação de assistência humanitária as vítimas.

O subsecretário-geral referiu-se à carências de medicamentos, água e comida que podem resultar numa crise humanitária de grandes proporções nos próximos dias.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud