Referendo sudanês mostrou eficiência da coordenação internacional

21 abril 2011

Secretário-geral assistente para Operações de Manutenção de Paz chama atenção para possível escalada de tensões; Brasil pede urgência na solução de situações pendentes no acordo de paz.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O referendo sudanês demonstrou a eficácia das operações de paz e segurança da ONU quando apoiadas por uma comunidade internacional unida e coordenada, referiu o secretário-geral assistente para Operações de Manutenção de Paz.

Em declarações ao Conselho de Segurança, em Nova Iorque, Atul Khare disse que a votação foi um marco, alertando, entretanto, que Abyei continua a ser um ponto inflamatório "com potencial de escalar as tensões entre o norte e o sul do Sudão."

Questões Pendentes

Falando à Rádio ONU, antes da apresentação do relatório, a embaixadora do Brasil junto das Nações Unidas, Maria Luiza Ribeiro Viotti, disse que a organização deve prestar atenção aos desafios em prol da estabilidade.

"Neste momento a grande questão é a manutenção da estabilidade no Sudão e o encaminhamento das soluções pendentes do acordo de paz, incluindo a questão de Abyei, que ainda está por se resolver, para que se possa caminhar com estabilidade e com paz nas etapas seguintes - até a formação de um novo país no sul do Sudão", frisou.

Coexistência

No seu discurso, o secretário-geral assistente disse que a questão do enclave sudanês pode prejudicar as relações entre as duas partes, que tentam "coexistir após a votação pela independência do sul, no referendo realizado em Janeiro."

A data do referendo para decidir se o enclave sudanês de Abyei, rico em recursos naturais, deve ser gerido pelo norte ou pelo sul, continua por determinar.

Khare advertiu ao Conselho de Segurança que a situação pode se tornar explosiva em Abyei, devido à falta de progressos, agravada por frustrações e impulsionada por elementos radicais dentro das comunidades tribais Misseriya e Ngok Dinka.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud