Conselho de Segurança acompanha situação no Iêmen
BR

20 abril 2011

Situação no país foi debatida no órgão, nesta terça-feira; Secretário-Geral tem pedido moderação desde o início da violência política causada pelos protestos pró-democracia na nação árabe.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança está acompanhando a situação no Iêmen após o início dos protestos contra o presidente, Ali Abdullah Saleh. Nesta terça-feira, os 15 países-membros do órgão, incluindo Brasil e Portugal, participaram de uma reunião sobre a violência no país do sudoeste da Ásia.

A embaixadora do Brasil, Maria Luiza Ribeiro Viotti, falou à Rádio ONU após a reunião.

Instabilidade

"O Secretário-Geral enviou um representante ao Iêmen, que fez um relato das suas conversações com todos os setores da população: com o governo, com a sociedade civil. Ele pode ter uma ideia bastante ampla da situação. Vamos continuar acompanhando esta situação que preocupa muito, não só por causa da violência contra a população (no Iêmen), mas também pelo potencial de instabilidade na região", afirmou.

Nesta quarta-feira, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, lançou um apelo pedindo a proteção de crianças e jovens em áreas de conflito no Oriente Médio e no norte da África. A nota também incluiu o Iêmen.

De acordo com o Unicef, as crianças estão sendo agredidas com pedaços de pau e pedra em manifestações de rua. Pelo menos 26 crianças morreram num incidente envolvendo gás lacrimogêneo e ferimentos a bala na capital do país, Sanaa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud