Ban pede “reflexão séria” sobre centrais nucleares
BR

19 abril 2011

Na Ucrânia, Secretário-Geral propõe um trajeto para reforçar a segurança nuclear e faz paralelo entre o acidente de Tchernobil e a situação da central japonesa de Fukushima Daiichi.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU, em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU pediu nesta terça-feira uma "reflexão séria" sobre o funcionamento de centrais nucleares para uso pacífico e em condições de segurança máxima. Ban Ki-moon discursou na capital da Ucrânia, Kiev, na conferência "Segurança e Uso Inovador de Energia Nuclear".

O evento foi realizado na véspera do 25º aniversário do acidente de Tchernobil. Ban propôs um caminho para reforçar a segurança nuclear.

Desastres

Fazendo um paralelo com o recente incidente na usina de Fukushima Daiichi, no Japão, o Secretário-Geral afirmou que foi demonstrado que os desastres mundiais não respeitam fronteiras e representam uma ameaça direta à vida e ao meio ambiente. Ban chamou a atenção para os efeitos devastadores na produção agrícola, comércio e serviços.

Ban Ki-moon defendeu uma proposta de revisão total das normas de construção de centrais nucleares e uma análise do custo-benefício.

Reforço

Ele propôs ainda o reforço do apoio à Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, para que possa lidar melhor com a segurança nuclear.

Atualmente, existem 443 centrais nucleares em 29 países, algumas em zonas de atividade sísmica.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud