Mais de mil antigos combatentes serão desarmados em Darfur

19 abril 2011

Programa apoiado pela ONU prevê apoio logístico, material e treino ocupacional para a sua reintegração na vida civil.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

Mais de mil antigos elementos das forças armadas sudanesas e grupos rebeldes de Darfur depõem armas durante os próximos nove dias, num processo de reintegração na vida civil apoiado pelas Nações Unidas.

O programa, iniciado neste domingo, é organizado pelo Conselho Sudanês para o Desarmamento, Desmobilização e Reintegração, sedeado na capital da província sudanesa de Darfur Ocidental, El Geneina.

Testes

Além de receber apoio logístico, os beneficiários devem obter material e treino ocupacional para adquirir rendimentos na vida civil.

Um comunicado da Missão Conjunta da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid, refere que serão oferecidos testes de HIV/Sida e aconselhamento aos participantes.

A Unamid opera desde 2008 para tentar conter os combates e facilitar a distribuição do apoio humanitário em Darfur, onde mais de 300 mil pessoas morreram e 3 milhões foram desalojadas devido aos confrontos entre insurgentes, forças governamentais e milícias.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud