ONU saúda formação de força conjunta para patrulhar Abyei

14 abril 2011

Norte e sul do Sudão devem enviar unidades integradas de Forças Armadas para controlar acções de grupos ilegais.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Missão das Nações Unidas no Sudão, Unmis, saudou a formação de um comité conjunto para fazer cumprir a implementação do acordo sobre a retirada de forças armadas não autorizadas de Abyei.

Em comunicado, a missão promete prestar assistência às operações. A primeira patrulha do grupo vai ter lugar nesta segunda-feira na região, rica em recursos minerais, disputada pelo norte e sul do Sudão.

Tensões

Recentemente, foram registados episódios de violência étnica envolvendo elementos das comunidades Misseriya e Ngok Dinka, que disputam o direito sobre as terras da região.

As tensões foram agravadas por divergências em torno do referendo que deve decidir se Abyei deve ser administrada pelo norte ou pelo sul do Sudão, que em Janeiro, votou pela sua secessão.

Comité

Num encontro em Cartum, as partes concordaram em formar um Comité Técnico Conjunto, JTC, que deve implementar o acordo de Kadugli, assinado em Janeiro.

O pacto apela para o envio de Unidades Integradas Conjuntas das Forças Armadas do governo do Sudão, sedeado no norte e das autoridades do Sul.

No âmbito do acordo de Kadugli, o novo movimento não deve incluir membros de unidades envolvidas nos confrontos de 2008 em Abyei. Está igualmente interdito o acesso de elementos que tenham conflitos de interesse na disputa pelo território.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud