Lançado manual para conter mortalidade infantil em Moçambique

8 abril 2011

Publicação “Saúde e Vida” envolve sete agências das Nações Unidas a operar no país é considerada uma das mais populares do mundo.

Manuel Matola, da Rádio ONU em Maputo.

As Nações Unidas em Moçambique lançaram um manual prático com as mais recentes descobertas científicas e médicas para prevenir e evitar as causas da mortalidade infantil. O objectivo é melhorar os conhecimentos dos pais sobre a matéria.

Em cada mil crianças nascidas anualmente em Moçambique, 141 morrem antes de atingir os cincos anos, indica a ONU no país.

Linguagem

O livro "Saúde e Vida", foi lançado no âmbito das comemorações nesta quinta-feira, do Dia Mundial da Saúde. O material oferece informação "em linguagem simples, para ajudar aos pais a salvarem, melhorar e proteger a vida dos filhos."

A publicação é tida como uma das mais populares do mundo e foi traduzida em 215 línguas. Cerca de 15 milhões de exemplares já foram distribuídos em 200 países, incluindo Moçambique.

Preservação da Saúde

De acordo com o representante da OMS em Moçambique, El Hadi Benzerroug, a ONU vai distribuir mais de 15 mil exemplares no país.

"O título deste manual já resume a sua essência: dá informação crucial a todos que cuidam de crianças, sejam os próprios pais ou membros da família, sobre como preservar a saúde das suas crianças e apoiá-las de maneira que possam desenvolver até o máximo do seu potencial".

Distribuição

Os manuais serão disponibilizados a postos de saúde, professores, activistas de saúde escolar, trabalhadores comunitários, organizações comunitárias de base e jornalistas.

A quarta edição de "Saúde e Vida" foi patrocinada pelo sistema da ONU, no âmbito de uma parceira entre a OMS, Onusida, o Pnud, PMA, Unicef, Unesco, Fnuap e o Banco Mundial.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud