Missão da ONU diz que ‘forças marfinenses se renderam’
BR

5 abril 2011

Em comunicado, Onuci disse que informação foi dada por telefone ao escritório das Nações Unidas por oficiais leais ao presidente Laurent Gbagbo.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

A Missão das Nações Unidas na Cote d'Ivoire, também conhecida como Costa do Marfim, informou ter recebido um telefonema de oficiais militares "sobre a rendição das forças do presidente Laurent Ggagbo".

Desde novembro passado, ele se recusa a deixar o cargo, após a vitória no pleito reconhecida pela comunidade internacional, de seu rival e líder da oposição, Alassane Ouattara.

Ofensiva

Na tarde desta segunda-feira, forças da França e tropas da ONU iniciaram um ofensiva contra Gbagbo.

Segundo a Missão da ONU no país, Onuci, os militares que procuraram as Nações Unidas são o chefe do gabinete das Forças de Defesa e Segurança, o primeiro-comandante da Polícia e o comandante da Guarda de República.

A Onuci recebeu as armas e ofereceu proteção aos simpatizantes do presidente em exercício.

Centenas de pessoas morreram desde a sexta-feira durante marchas comandadas pelo presidente eleito, Alassane Ouattara. Num telefonema a ele, o Secretário-Geral, Ban Ki-moon, pediu a proteção dos civis.

A violência política na Costa do Marfim já causou 1 milhão de refugiados.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud