Multinacionais se unem para tirar gases do efeito estufa de fluidos refrigerantes (Português Brasil)

1 abril 2011

Coca-Cola, Pepsi, McDonald’s e Unilever receberam prêmio da Universidade de Harvard pela iniciativa de retirar de suas cadeias produtivas os gases do tipo F, que deterioram a camada de ozônio e contribuem para o aquecimento global.

Marina Estarque, da Rádio ONU em Nova York.*

Apoiados pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, e pelo Greenpeace, as empresas Coca-Cola, PepsiCo, McDonald's e Unilever desenvolveram o "Refrigerantes, Naturally!".

O projeto vem substituindo gases fluorados persistentes, usados nas tecnologias de refrigeração, por substâncias naturais como a amônia, os hidrocarbonetos e o dióxido de carbono.

Aquecimento Global

Conhecidos como gases F, os CFCs, HCFCs e HFCs são altamante redutores da camada de ozônio e contribuem cada vez mais para o aquecimento global. Em 2050, eles constituirão entre 9 e 19% dos gases de efeito estufa. Os HFCs, usados nas redes comerciais, podem ter um impacto direto até mil vezes maior que o gás carbônico no aquecimento global.

Infrastrutura

"Refrigerantes, Naturally!" focou seus esforços em superar as barreiras para o uso de fluidos refrigerantes naturais, como disponibilidade, manutenção, desafios técnicos e regulação.

Em 2010, as empresas conseguiram que todo o setor de varejo e bens de consumo se comprometesse a mudar suas tecnologias de refrigeração a partir de 2015.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud