OMI lança centro de informações sobre pirataria no mar

31 março 2011

A estrutura deve fornecer informações sobre as movimentações de piratas ao largo do Corno de África, que permitam acções rápidas das forças que protegem o trânsito marítimo na região.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

O secretário-geral da Organização Marítima Internacional, OMI, Efthimios E. Mitropoulos, inaugurou, esta quinta feira, em Mombaça, no Quénia, o centro de troca de informação sobre a pirataria no Oceano Índico e no Golfo de Aden.

Passam a ser três os centros de informação que fazem parte do Código de Conduta do Djibouti sobre as medidas de Repressão da Pirataria e dos Grupos Armados contra Navios em trânsito no Oceano Índico e no Golfo de Áden.

Controlo

Os outros centros ficam localizados em Dar es Salam, na Tânzania, e em Sana'a, no Iémen.

O centro de Mombaça vai trocar informações sobre a movimentação dos piratas no Índico e no Golfo de Áden com os outros centros e com a força naval da União Europeia, que se encontra na região para proteger o tráfego marítimo da pirataria.

Estas estruturas servem para facilitar acções repressivas contra os piratas e contra os assaltos armados aos navios. Devem assegurar a troca eficaz de informações de modo coordenado e atempado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud