Fundo da ONU discute assistência a pobres rurais no Quénia

24 março 2011

Autoridades de Nairobi apontam para redução da segurança alimentar; mais de 2,4 milhões de quenianos estão afectados pela seca nas zonas rurais.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O presidente do Fundo Internacional para o Desenvolvimento da Agricultura, Fida, discute a partir deste sábado, no Quénia, a assistência a ser prestada pela ONU a mais de 2,4 milhões vítimas da seca nas zonas rurais.

A deslocação de Kanayo F. Nwanze segue-se à publicação de um relatório pelas autoridades quenianas, no princípio deste mês, dando conta de uma rápida redução da segurança alimentar em famílias de agricultores.

Situação de Carência

O documento aponta para metade do aumento de pessoas que precisam de ajuda alimentar, em seis meses. O número carenciados subiu de 1,6 milhões, em Agosto de 2010, para 2,4 milhões, em Fevereiro de 2011.

O chefe da agência da ONU para o desenvolvimento rural vai manter encontros com as autoridades e visitar projectos no leste e oeste do país.

Rendimentos

De acordo com o Fida, a deslocação ao Quénia visa igualmente abordar o aumento do rendimento de agricultores de pequena escala e empreendedores rurais.

Mais de 214 milhões de dólares foram atribuídos ao governo queniano para o combate à pobreza rural desde 1979.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud