Ban diz que escassez de água é causada por ‘políticas fracas’
BR

22 março 2011

Dia Mundial da Água está sendo marcado com experimentos de cerca de mil estudantes na cidade do Cabo, África do Sul.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas marcam neste 22 de março, o Dia Mundial da Água. Em mensagem sobre a data, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que os governos precisam reconhecer que a crise urbana de água é uma crise de governança, de políticas e gerenciamentos fracos, e não um problema de escassez.

Na Cidade do Cabo, África do Sul, cerca de mil estudantes estão comemorando o Dia com uma experiência de química para testar a qualidade da água. O evento, batizado de "Grande Splash", na África, representa o início da experiência química global "Água, uma Solução Química", que vai ocorrer de 22 a 25 de março, quando jovens de 15 a 18 anos medirão a salinidade, acidez e aprenderão como a água é filtrada e destilada.

Acesso Universal

Em entrevista à Rádio ONU, de Lisboa, a relatora independente das Nações Unidas sobre Água e Saneamento, Catarina de Albuquerque, disse que para um acesso universal à água, deve haver maior vontade política dos países.

"A água está-se a tornar cada vez um bem escasso, mas com boas políticas e com as polícias certas, nos diferentes países, não há necessidade de haver uma competição entre os diferentes usos de água. Existe no mundo água suficiente para todos, é uma questão de saber quem é que tem acesso. Trata-se de uma questão de poder e, normalmente, há uma coincidência entre quem é pobre e que não tem acesso à água e o inverso também é verdade, infelizmente", sublinhou.

Segundo a Unesco, metade da população mundial vive em zonas urbanas, e em 20 anos, a porcentagem deve subir para 60%, equivalente a 5 bilhões de pessoas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud