Relator da ONU pede o fim das demolições de casas palestinas
BR

14 março 2011

Richark Falk critica política de retirada de famílias palestinas na Cisjordânia e de Jerusalém Oriental; número de demolições aumentou este ano, segundo o relator.

Daniela Kresch, da Rádio ONU em Tel Aviv.

O relator especial das Nações Unidas nos territórios palestinos, Richard Falk, fez um apelo às autoridades israelenses para que suspendam as demolições de casas em Jerusalém Oriental, consideradas ilegais.

O pedido foi feito às vésperas da destruição de duas casas no bairro palestino de Beit Hanina, que, segundo a ONU, significará o deslocamento forçado de 150 pessoas em cerca de 15 famílias. O relatório foi apresentado na sexta-feira.

Prefeitura

Falk informou que no dia 6 de março, autoridades israelenses deram 10 dias para que as famílias palestinas desocupem os edifícios, construídos sem permissão da prefeitura de Jerusalém.

Para o relator, no entanto, esse tipo de autorização é rara porque a prefeitura "quase nunca dá permissão para novas construções por palestinos na parte oriental."

Falk disse que esse modelo, que ele chamou de despejo seguido de demolição, faz parte da política sistemática israelense de expansão de assentamentos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia.

De acordo com dados da ONU, desde o começo de 2011, autoridades israelenses demoliram 96 estruturas palestinas na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, entre casas, prédios, quiosques, lojas e outras construções.

Como resultado, 175 pessoas perderam suas casas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud