Enviado especial da ONU embarca para a Líbia (Português Brasil)

11 março 2011

Ex-chanceler da Jordânia, Abdel Al-Khatib, deverá se reunir com todas as partes do conflito; confrontos podem ter matado milhares de pessoas e causaram a fuga de 250 mil do país norte-africano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O recém-nomeado enviado especial do Secretário-Geral da ONU à Líbia, Abdel Al-Khatib, embarca, neste fim de semana, ao país para "transmitir às autoridades líbias as preocupações da comunidade internacional."

Segundo a ONU, milhares de pessoas podem ter morrido na violência política causada pelos protestos contra o governo de Muammar Kadafi.

Situação

Nesta sexta-feira, al-Khatib esteve em Nova York, onde se reuniu com Ban Ki-moon. Logo depois, ele disse a jornalistas que vai manter encontros com todas as partes da crise líbia para entender a situação.

Segundo o enviado especial, a missão já começa com a esperança de que o esforço assumido em nome da comunidade internacional possa ter êxitos em deter as mortes e o sofrimento da população civil.

Ele acrescentou que é importante dar respostas às necessidades humanitárias dos líbios, sua unidade e integridade territorial. Segundo ele, alcançar tais objetivos será essencial para permitir que o povo líbio determine o seu futuro e destino.

Ban Ki-moon disse que é preciso por um fim na violência imediatamente. Ele lembrou que o problema tem ainda uma enorme dimensão humanitária.

Segundo a ONU, 250 mil pessoas fugiram da Líbia desde o início da crise.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud