Corrupção compromete combate ao narcotráfico

4 março 2011

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.

Um país com poder público frágil acaba 'atacado' pelos narcotraficantes e o seu poder financeiro, defende Bo Mathiasen, representante do Escritório da ONU sobre Drogas e Crime no Brasil.

Em entrevista à Rádio ONU, de Brasília, após o lançamento do relatório da Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes, Jife, ele frisou que a falta de meios financeiros compromete os esforços internacionais de combate ao narcotráfico.

O documento prevê potenciar sistemas de comunicação de países como Cabo Verde, Cote d'Ivoire e Gana.

Mathiasen realça os avanços do Brasil com vista a controlar o consumo de drogas lícitas.

Acompanhe a entrevista.

Tempo: 5´24´´

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud