Unesco suspende toda e qualquer cooperação com a Líbia
BR

4 março 2011

Diretora-geral, Irina Bokova, anunciou a decisão nesta quinta-feira, após país africano ter sido suspenso do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Anelise Borges, da Rádio ONU em Paris.

A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, informou que a agência decidiu suspender qualquer cooperação com o governo líbio. O anúncio foi feito em Paris, sede da Unesco, nesta quinta-feira.

Ao informar a decisão, Bokova lamentou "as violações flagrantes e sistemáticas dos direitos humanos" na Líbia. De acordo com a ONU, pelo menos mil pessoas morreram devido à repressão violenta aos protestos contra o líder líbio Muammar Kadafi.

Segundo Bokova, "com os trágicos acontecimentos na Líbia, as graves violações dos direitos humanos e as recentes declarações feitas pelo mais alto nível do Governo Líbio para incitar a violência contra a população civil", a agência decidiu suspender todas as atividades e cooperação com as autoridades da Líbia.

A decisão segue a resolução 1970 do Conselho Segurança das Nações Unidas que impôs sanções ao país. Na terça-feira, foi a vez da Assembleia Geral adotar uma outra resolução confirmando a suspensão do país como membro do Conselho de Direitos Humanos.

Ciência, cultura e comunicação

A Unesco esteve envolvida em uma série de atividades na Líbia, principalmente nas áreas de ciência, cultura e comunicação. Muitas dessas atividades foram financiadas graças a um acordo de parceria com a Fundação Internacional Kadafi para Associações de Caridade, assinado em 2001. A parceria foi agora encerrada.

A diretora-geral disse que iria retomar a cooperação com as autoridades e com governo da Líbia, assim que os direitos do povo líbio sejam plenamente respeitados.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud