Chefes da diplomacia pedem suspensão da Líbia do Conselho de Direitos Humanos

28 fevereiro 2011

Proposta foi apoiada por ministros das Relações Exteriores de vários países em reunião nesta segunda-feira em Genebra; Hillary Clinton participou de encontro.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Ministros das Relações Exteriores de vários países reuniram-se, nesta segunda-feira, no Conselho de Direitos Humanos, em Genebra, para discutir a situação na Líbia.

Ao abrir a sessão, a alta comissária da ONU, Navi Pillay, afirmou que a pressão internacional sobre o governo de Muammar Kadafi deve continuar para que a Líbia acabe com a violência como resposta aos protestos.

Mortes

Os ministros pediram a suspensão da Líbia do órgão.

Segundo a ONU, mais de mil pessoas podem ter morrido na repressão aos manifestantes que pedem que Kadafi deixe o poder, após mais de 40 anos no cargo.

O Brasil foi representado no encontro, em Genebra, pela ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário.

'Violação de Direitos'

"Nenhum governo se sustentará pela força e pela violência. Nenhum povo suportará, em silêncio, a violação de seus direitos fundamentais. (...) Neste momento de mudanças, o Brasil deseja que as aspirações dos manifestantes sejam atendidas por meio de diálogo político. A escolha do mundo árabe não é entre extremismos. É preciso combate estereótipos e reconhecer a capacidade de cada povo de enfrentar suas questões mais difíceis e de construir alternativas para a paz,"afirmou.

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, disse esperar que a União Africana possa juntar-se à comunidade internacional na condenação ao governo da Líbia.

O Conselho de Direitos Humanos também decidiu enviar uma delegação para apurar as causas da violência. Na noite de sábado, o Conselho de Segurança impôs sanções à Líbia e encaminhou o caso ao promotor do Tribunal Penal Internacional.

*Apresentação: Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud