Crianças traumatizadas por violência no Egito terão apoio
BR

25 fevereiro 2011

Unicef fornecerá serviços psicosociais nas principais cidades e todas as escolas egípcias; mais de 30% das crianças sofrem de trauma.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, e seus parceiros no Egito lançaram um programa de apoio psicosocial a crianças.

Segundo o Unicef, pelo menos 1/3 das crianças egípcias registrou problemas com traumas por causa da violência gerada com os protestos que culminaram na queda do presidente Hosni Mubarak.

Exposição à Violência

O Ministério da Saúde do Egito informou que 365 pessoas morreram e milhares ficaram feridas nos choques entre manifestantes pró e contra o ex-presidente.

Dezenas de milhares de crianças, que viviam e trabalham nas ruas da capital, Cairo, foram diretamente afetadas. O fundo citou testemunhos de menores que viram de perto cenas de morte e ferimentos graves.

O programa do Unicef está treinando vários assistentes sociais e professores para encaminhar alguns casos para os serviços especializados.

De acordo com o professor de psicologia na Universidade de Al-Azhar, Hashem Bahary, mais de 30% de crianças egípcias sofrem de ansiedade, depressão e compulsão.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud