Antigo comandante rebelde rende-se à missão da ONU na RD Congo (Português África)

16 fevereiro 2011

Abraham Sam Bisengimana mobilizou apoios e recrutou civis no leste do país dos Grandes Lagos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo, Monusco, anunciou esta quarta-feira a rendição de um antigo comandante das Forças Democráticas de Libertação do Ruanda, Fdlr.

O tenente-coronel Abraham Sam Bisengimana, também conhecido como Alias Adri Briess, comandou uma companhia do exército no Ruanda antes de fugir, em 1994, para a província do Kivu-norte na República Democrática do Congo, RD Congo.

Negociações

Ele entregou-se, nesta terça-feira, à Divisão de Desarmamento, Reintegração e Repatriamento da missão na aldeia de Mutoto, em Walikale, no leste da RD Congo, após um ano de negociações.

Em Conferência de imprensa, o porta-voz do Secretário-Geral da ONU Martin Nesirky, em Nova Iorque, disse que vários rebeldes têm abandonado as fileiras do grupo.

Operações

Segundo o porta-voz, a deserção segue-se à rendição de três outros chefes em várias operações levadas a cabo em janeiro deste ano.

A Missão considera a rendição de Bisengimana como uma grande revés para o Fdlr, pelo fato de considerar o tenente como tendo sido "o responsável pela mobilização de apoios civis e novos recrutamentos."

De acordo com a Monusco, no ano passado um total de 1881 membros da Fdlr optaram pelo desarmamento, incluindo 55 comandantes.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud