Ban pede fim da violência no Egito após protestos de rua
BR

27 janeiro 2011

Segundo agências de notícias, pelo menos quatro pessoas morreram e centenas foram presas em manifestações contra o governo.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu aos egípcios que evitem mais violência com a onda de protestos de rua contra o governo do país.

Em nota lida pelo seu porta-voz, nesta quarta-feira, Ban também pediu ao governo egípcio que "veja os protestos como uma oportunidade de responder às legítimas preocupações dos manifestantes".

Gás Lacrimogêneo

Segundo agências de notícias, pelo menos quatro pessoas morreram em dois dias de protestos contra o presidente Hosni Mubarak, nas ruas da capital do Egito, Cairo.

Milhares de manifestantes entraram em choque com a polícia, que respondeu com balas de borracha e gás lacrimogêneo.

Mubarak está no poder há 30 anos.

Iêmen

O porta-voz de Ban Ki-moon, Martin Nesirky disse que a ONU está acompanhando de perto a situação dos protestos e tensões no Egito e em outras regiões.

Ainda segundo agências de notícias, nesta quinta-feira milhares de pessoas saíram às ruas do Iêmen exigindo que o presidente Ali Abudllah Saleh, que está no cargo há mais de 30 anos, deixe o poder.

Protestos semelhantes na Tunísia levaram à saída do presidente do país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud