FAO alerta para possível crise alimentar devido ao aumento de preços

26 janeiro 2011

Agência publica directrizes que desencorajam políticas de aumento de preços alimentares com vista a evitar problemas sociais e politicos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O aumento dos preços alimentares pode levar à repetição da crise de alimentos verificada em 2007 e 2008, alerta a Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO.

Num manual para fazedores de políticas, publicado esta quarta-feira em Roma, a agência diz estar seriamente preocupada com a subida dos preços de produtos básicos de consumo nos países vulneráveis, na sua maioria de África.

Promessas

Em entrevista à Rádio ONU, o representante da agência em Angola, Mamadou Diallo, em Luanda, disse que desastres naturais aliados aos constrangimentos económicos reduziram a disponibilidade de alimentos.

"Com a crise económica os países menos desenvolvidos não podem comprar, não têm acesso (aos alimentos) e a sua disponibilidade vai reduzir. O impacto é imediato e ocorre a situação vista recentemente em Moçambique e em outros países com problemas, porque o preço do pão de outros alimentos básicos aumentou! Isso são crises sociais e politicas", disse.

Impacto

As directrizes da FAO recomendam que os países examinem cuidadosamente as implicações da subida dos preços alimentares e que não levem a cabo acções políticas que possam parecer úteis a curto prazo e, a longo prazo, ter efeitos danosos ou agravar a situação.

Segundo aponta, os maiores países produtores de alimentos estão a introduzir restrições na exportação de produtos agrícolas, para proteger os seus mercados.

De acordo com a FAO, a realização de tais acções políticas pode não apenas provocar um ambiente de incerteza mas, rupturas nos mercados mundiais e um futuro aumento global dos preços alimentares.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud