Equipe de direitos humanos vai à Tunísia avaliar situação (Português Brasil)

19 janeiro 2011

País enfrenta protestos de rua desde dezembro que já teriam causado 100 mortos; crise levou à queda do presidente e à formação de um governo interino.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

A alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Navi Pillay, informou que enviará uma equipe à Tunísia para avaliar a situação no país.

Desde dezembro, a nação do norte da África está enfrentando uma onda de protestos que já causaram pelo menos 100 mortos. A crise, que começou com manifestações contra o preço dos alimentos e alegações de corrupção, causou a queda do presidente e a formação de um governo provisório.

Inclusão

Segundo agências de notícias, a tensão nesta quarta-feira levou ao cancelamento da primeira reunião do novo governo. Alguns ministros renunciaram por discordar da presença de simpatizantes do ex-presidente no gabinete.

Em declarações em Genebra, Navi Pillay disse que a equipe da ONU irá se reunir com as autoridades interinas, organizações de direitos humanos e outros atores no processo.

De acordo com a alta comissária da ONU, o grupo chegará ao país sem agenda predefinida. Ela disse esperar que a equipe possa recolher informações sobre a situação dos direitos humanos no passado e no presente para que seja produzida uma série de propostas de ação.

*Apresentação: Eduardo Costa Mendonça, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud