Tudo a postos para referendo no sul do Sudão, diz ONU

4 janeiro 2011

Chefe da Divisão Eleitoral Integrada para o Referendo e Eleições confirma bons resultados nos preparativos da votação; Unamid encerra capacitação de funcionários eleitorais.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Cerca de 4 milhões de pessoas estão registadas para votar no referendo sobre a situação do sul do Sudão. O referendo é parte do Acordo Abrangente de Paz, assinado em 2005, que pôs termo a duas décadas de conflito entre o norte e o sul.

Se, por um lado, alguns observadores manifestam preocupação em relação ao nível de preparação do sul, para levar a cabo o referendo, as Nações Unidas dizem estar tudo a postos para seguir com o processo.

Percalços

Em entrevista à Rádio ONU, o chefe da Divisão Eleitoral Integrada da ONU para o Referendo do Sudão, Denis Kadima, disse que a preparação não está livre de percalços.

Segundo Denis Kadima, "como em todo o processo eleitoral no mundo, foi marcado por problemas. Mas, segundo considerou, quando a comissão eleitoral referiu estar preparada, queria dizer que os preparativos estavam em fase avançada. Ele acrescentou que, tecnicamente, tudo estava a postos para que o referendo ocorra a 9 de janeiro", disse.

Processo

Nesta terça-feira, o presidente sudanês, Omar al-Bashir efectuou uma visita a Juba, a capital do sul do Sudão. De acordo com agências de notícias, ele assegurou ao sul sudaneses que ajudar mesmo que haja separação.

Segundo as agências,o antigo Secretário-Geral da ONU, Koffi Annan e o antigo presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter, estariam entre os observadores do referendo.

Capacitação

Entretanto, a Missão Conjunta das Nações Unidas e da União Africana em Darfur, Unamid, disse que funcionários de 20 assembleias de voto de três estados da província sudanesa concluíram uma acção de formação.

O processo compreendeu a análise de potenciais obstáculos e detalhes sobre o processo de votação.

A Unamid disse que vai trabalhar para assegurar o transporte adequado de materiais de votação e a conclusão pacífica do processo. De acordo com a missão, mais de 20 mil eleitores estão registados para votar em Darfur.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud