Unamid investiga violência tribal em Darfur

4 janeiro 2011

Missão aponta para investigação de confrontos entre comunidades a oeste de Darfur e afirma manter presença robusta no terreno.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Missão Conjunta das Nações Unidas e da União Africana em Darfur, Unamid, diz estar a investigar informações de violência tribal entre comunidades Misseriya e Rizeigat, a oeste da província sudanesa.

Pelo menos duas pessoas morreram e mais 40 ficaram feridas em Dezembro, em recontros ocorridos entre tropas do governo e forças do Exército de Libertação do Sudão/Minni Minawi, SLA/MM.

Segurança

A Unamid afirma manter uma "presença robusta no terreno", com vista a garantir a segurança dos milhares de desalojados pelos confrontos.

Num informe, a Unamid diz que a situação de segurança estava calma em todas as àreas afectadas de Darfur norte e sul.

Auxílio

De acordo com a missão, foram retomadas actividades de transporte em alguns locais.

A missão refere que continua a chegar auxílio aos milhares de desalojados, muitos dos quais em busca de abrigo no exterior de acampamentos da Unamid.

A Unamid foi estabelecida para proteger civis e debelar a violência em Darfur, onde cerca de sete anos de conflito entre o governo, grupos de milícias e rebeldes causaram cerca de 300 mil mortos e 2,7 milhões de desalojados.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud