Karin Landgren nomeada representante especial no Burundi

4 janeiro 2011

A chefe cessante da missão da ONU no Nepal vai liderar o processo da diminuição gradual das operações da organização no país dos Grandes Lagos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A sueca Karin Landgren é a nova enviada especial do Secretário-Geral da ONU para o Burundi. Langren, que sucede no cargo a Charles Petrie, é chefe cessante da Missão da ONU no Nepal, Unmin, que vai vigorar até 15 de janeiro.

A diplomata deverá liderar o processo da diminuição gradual das operações da ONU através do Escritório das Nações Unidas para o Burundi, Bnub.

Mandato

A função principal do Bnub será apoiar na consolidação da paz e desenvolvimento do país.

O novo escritório tem um mandato de 12 meses iniciado a 1 de Janeiro e deverá apoiar o governo no fortalecimento da sua independência, capacidades e funcionamento das instituições nacionais, em particular o sector judicial e parlamentar.

Diálogo

O Bnub tem igualmente como atribuições promover o diálogo entre os actores nacionais, combater a impunidade e proteger os direitos humanos.

Trata-se da mais recente da série de operações levadas a cabo no país, onde centenas de pessoas morreram em consequência de confrontos entre membros das etnias hutu e tutsi, após a sua independência da Bélgica em 1962.

A nova operação vai substituir o actual escritório integrado da ONU no Burundi, conhecido por Binub.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud