Embarcação com migrantes africanos afunda e faz mais de 40 mortos

4 janeiro 2011

Segundo o Acnur, um segundo barco está desaparecido na costa do Iémen e desconhece-se o número exato de migrantes.

Alessandra Ribeiro, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

Um barco com migrantes africanos que seguia em direção ao Iémen afundou neste fim-de-semana no Golfo de Áden.

De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, e agências locais, cinco homens de um total de 46 etíopes e somalis sobreviveram ao acidente.

Segunda Embarcação

A agência refere que um segundo barco está desaparecido na costa do Iémen, mas ainda não se sabe o número exato de migrantes.

Segundo o porta-voz da Organização Internacional para Migrações, OIM, Jean-Philippe Chauzy, factores como a pobreza e a instabilidade económica e política em África levam os migrantes a arriscarem as suas vidas e a pagarem grandes somas às redes de tráfico.

Segundo Chauzy, os migrantes são atraídos por promessas de que poderão viajar de forma segura para o Iémen e depois seguir para a Arábia Saudita.

Mas o porta-voz alerta que "os riscos dessas travessias e os abusos sofridos por essas pessoas são subestimados."

*Apresentação: Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud