Banco Mundial investe para melhorar acesso à água potável nos Camarões

31 dezembro 2010

Desembolso de US$ 28 milhões contempla igualmente o reforço das capacidades de gestão dos serviços de distribuição.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Banco Mundial e os Camarões assinaram um acordo para o financiamento de um programa de apoio ao desenvolvimento urbano e de distribuição de água no valor de US$ 28 milhões.

Os objectivos do programa são aumentar o acesso à infra-estrutura de água e reforçar as capacidades do governo na gestão dos serviços de distribuição.

Componentes

Entre as cinco cidades beneficiárias estão Douala e Yaoundé. O projecto original apresenta cinco componentes avaliadas em US$ 78 milhões.

Os Camarões apresentam problemas na distribuição de água e disparidades no seu acesso nos meios rural e urbano.

Desafio de Acesso

O investimento do Banco Mundial junta-se aos esforços das autoridades camaronesas para melhorar o acesso de água, um dos objectivos do Desenvolvimento do Milénio.

Em 2006, 70% da população urbana dos Camarões tinha acesso à água potável. Dois anos depois, a Organização Mundial da Saúde, OMS, e o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, apontaram para uma cobertura de 88% nas áreas urbanas, contrariamente aos 47% nas zonas rurais.

Aumento de Consumidores

Dos 300 centros urbanos do país, apenas 98 têm redes de distribuição de água.

O país tem se defrontado com problemas de abastecimento do crescente número de consumidores de água devido à rápida urbanização. Os desafios do sector incluem lidar com perdas estimadas em 25 % devido à rede obsoleta e deficiente manutenção.

O Banco Mundial alargou por dois anos o prazo de execução do projecto, até Agosto de 2014.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud