Base de dados da Cepal detalha envios de dinheiro na AL

27 dezembro 2010

Programas de remessas condicionadas beneficiaram 113 milhões de pessoas nos últimos 10 anos.

[caption id="attachment_189455" align="alignleft" width="175" caption="Foto: Cepal"]

Alessandra Ribeiro, da Rádio ONU em Nova York.*

A Comissão Econômica para América Latina e Caribe, Cepal, lançou nesta segunda-feira uma base de dados com detalhes sobre as remessas de dinheiro na região.

A ferramenta da Cepal fornece dados como gastos, cobertura e valor das transferências de recursos.

Melhoria

Os chamados "programas de transferências condicionadas" foram criados há 10 anos, com um total de 113 milhões de pessoas atendidas.

Segundo a agência, os programas se aplicam a 18 países. Brasil, México e Colômbia contam com o maior número de beneficiados.

As iniciativas contribuem para o aumento da escolaridade e serviços de saúde e nutrição para pessoas que vivem em situação de pobreza.

Segundo a Cepal, essas remessas ajudaram a aliviar o impacto da crise econômica e a reduzir a desigualdade social na região em 2010.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, informou que em 2009, migrantes que vivem no exterior mandaram para casa aproximadamente US$ 316 bilhões. A quantia equivale a mais de R$ 537 bilhões.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud