ONU aprova mais 4 mil soldados de manutenção da paz para Somália

22 dezembro 2010

Conselho de Segurança autoriza manutenção da Missão da União Africana no país, até 30 de Setembro de 2011.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança da ONU aprovou nesta quarta-feira o aumento de mais 4 mil homens no efectivo das Nações Unidas na Somália. Com o reforço, a força passa a integrar 12 mil homens.

Numa resolução aprovada por unanimidade, o órgão autoriza a manutenção no país da Missão da União Africana na Somália, Amisom, até 30 de Setembro de 2011.

Conflitos

A missão tem o objectivo de restabelecer a estabilidade no país, assolado por 20 anos de conflitos faccionais.

Os 15 países-membros do órgão apelam também à comunidade internacional para contribuir generosa e imediatamente com fundos e equipamentos com vista a permitir o cumprimento do mandato da missão.

Os objectivos da Amisom vão desde a restauração da paz à prestação de auxílio ao Governo de Transição Federal, no estabelecimento de forças de segurança e policiais na Somália.

Mandato

O Conselho de Segurança pediu ao Secretário-Geral, Ban Ki-moon, que providencie apoio logístico para a força adicional com equipamentos e serviços, e continue com os seus bons ofícios com vista à reconciliação naquele país do Corno de África.

Na Somália, as milícias Al-shabab, grupos faccionais e estrangeiros combatem o internacionalmente reconhecido Governo Federal de Transição.

A ONU recomenda que todas as partes do país apoiem o acordo de Djibuti, facilitado pela organização, num processo que teve início em 2008 e é seguido por vários grupos nacionais.

Sobre a pirataria, que assola a navegação marítima ao largo da costa da Somália, o Conselho de Segurança pediu uma resposta internacional abrangente ao combate tanto do flagelo, como das suas causas profundas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud